Feira: Advogada acusada de mandar matar ex é transferida para presídio


Feira: Advogada acusada de mandar matar ex é transferida para presídio
Foto: Aldo Matos / Acorda Cidade


A advogada acusada de mandar matar o ex-marido foi transferida na tarde desta segunda-feira (26) para o Conjunto Penal de Feira de Santana. Gláucia Ottan estava até então custodiada no Complexo de Delegacias, na mesma cidade. Segundo o Acorda Cidade, a advogada ficará em um espaço separado, mas terá a mesma alimentação das outras internas e ficará no mesmo pavilhão das cerca de 50 mulheres detidas no local.



O local específico tinha sido pedido pela defesa da advogada e deferida pela Comarca de Santo Amaro, no Recôncavo, onde Júlio Ferraz foi encontrado morto, no dia 5 de fevereiro. A vítima tinha ficado desaparecida por mais de 20 dias. Gláucia Ottan nega participação no crime. Além dela, já foram presos a ex-empregada da acusada, Maria Luiza Borges do Carmo (ver aqui), e Cleidson Marques Vasconcelos, o “Vermelho” (ver aqui). Outra pessoa suspeita de participação no crime ainda é procurada. 

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade do internauta.