Ex-mulher é acusada de mandar matar advogado conquistense; ela foi presa


A ex-mulher do advogado conquistense Júlio Zacarias Ferraz, foi presa, na manhã desta quinta-feira (14), acusada de mandar matá-lo, por motivos relacionados ao divórcio. Também foi presa a empregada da acusada, Maria Luiza Borges do Carmo, 27, que relatou à polícia todos os detalhes de como o crime foi praticado. Esta é acusada manter contato com os matadores que dividiram a quantia de 4 mil reais para assassinar o advogado.

Júlio Zacarias ficou desaparecido por cerca de 15 dias e o corpo foi encontrado e identificado em Oliveira dos Campinhos, na zona Rural de Santo Amaro, depois que familiares perceberam seu sumiço e procurou a polícia para investigar o que aconteceu.

Aos policiais a empregada informou que estava sendo ameaçada pela patroa e que ele foi dopado pelos matadores.

“Ela me ameaçou muito para executar, disse já não aguentava mais ele, que já estava cansada e queria se separar dele, só que ele não queria dar o divórcio para ela. Eles [os matadores] não são daqui, estavam a serviço. Ele já estava desaparecido no dia 15, no dia do aniversário do filho. Primeiro ele foi cegado com uma substância, aí depois “os cara” levaram ele primeiro para um quartinho, pra ele ficar sedado, aqui em Feira, [e depois levaram ele para Santo Amaro]”, contou.

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade do internauta.