PM que matou tio em Feira de Santana é condenado a mais de 12 anos de prisão

PM que matou tio em Feira de Santana é condenado a mais de 12 anos de prisão
Foto: Reprodução / TV Bahia

Com um júri popular que durou quase 19 horas, o policial militar Renato Simões de Medeiros Filho, de 25 anos, foi condenado a 12 anos e seis meses de prisão por ter matado o tio. O julgamento foi realizado das 10h de quinta-feira (19) até às 4h30 desta sexta (20), no Fórum Filinto Bastos, em Feira de Santana.

O crime pelo qual o PM foi condenado foi cometido no dia 27 de janeiro de 2017, na Rua Pau Brasil, também em Feira de Santana. Medeiros Filho foi acusado de matar o tio, José Simões Medeiros, com sete tiros. Preso desde o início da instrução criminal, ele nega o crime.

Segundo informações do G1 BA, a juíza Márcia Simões Costa determinou que o PM deve "permanecer preso até o trânsito em julgado da sentença, em face da inequívoca gravidade do delito por ele praticado, uma vez que os crimes desta natureza causam repulsa no meio social". A sentença indica que ele já responde a outro processo por atirar contra a madrasta e o irmão de 15 anos, que acabou paraplégico.

Antes de ser preso, o policial atuava há dois anos na PM. Como ainda não tinha estabilidade na carreira, a Polícia Civil informou ao portal que ele deve ser expulso da corporação.