Petrobras aumenta preço do gás de cozinha em 4,4%


Resultado de imagem para Petrobras aumenta preço do gás de cozinha em 4,4%
Preço médio do botijão de 13kg repassado ao brasileiro é de R$ 68,28; reajuste passa a valer a partir de amanhã

A Petrobras anunciou, na tarde desta quarta-feira (4/7), um aumento médio de 4,4% no preço do gás de cozinha. A decisão passa a valer a partir de quinta (5/7). Na prática, o preço do botijão de gás de 13 quilos passará a custar R$ 23,10, valor sem tributação. Anteriormente, o botijão custava R$ 22,13.

O aumento do preço do gás, segundo nota da estatal, ocorre diante da desvalorização do real frente ao dólar, além da alta cotação internacional do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). O gás, que é vendido em botijões de 13 quilos para domicílos, passou a ser reajustado de forma trimestral, após decisão da companhia, em janeiro, na tentativa de amenizar o valor final repassado ao consumidor devido às cotações do exterior.

Continua depois da publicidade

No entanto, apesar do aumento, o valor é 5,2% inferior ao praticado em dezembro/2017, informa a petroleira. Em nota, o Sindigás comunica que suas empresas associadas foram alertadas pela Petrobras, na tarde de hoje, sobre o novo reajuste de preço do GLP residencial e também para o GLP empresarial (para embalagens acima de 13 quilos). Ainda de acordo com o sindicato, o reabastecimento do estoque de gás, prejudicado pela greve de caminhoneiros, já está "normalizado". 

Pelo levantamento de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de 13kg repassado ao brasileiro é de R$ 68,28, sendo o valor máximo R$ 115 e, o mínimo, R$ 50,00. O preço cobrado depende do estabelecimento.

Segundo pesquisa feita pelo IBGE, em abril deste ano, o aumento no preço final do gás obrigou a 1,2 milhão de residências no país a adotarem combustíveis alternativos para preparo de alimentos.