Criança com paralisia cerebral é impedida de embarcar em Vitória da Conquista



Uma menina de 4 anos que tem paralisia cerebral foi impedida de embarcar em um avião em Vitória da Conquista. Segundo informações da TV Sudoeste, ela tinha o aval para viajar com os pais para Salvador para fazer um tratamento médico. “Eles foram desumanos com a minha filha Luna e, principalmente, preconceituosos. Isso é inadmissível. Hoje em dia se fala tanto em inclusão, mas onde está essa inclusão?”,disse a mãe da criança, Ana Cleide Neres, à TV Sudoeste,  nesta quinta-feira (28).
A menina foi impedida de viajar mesmo tendo sido apresentado um atestado feito por uma neurologista. “Tivemos que remarcar esse procedimento para o próximo dia 4 [de julho] e, para se ter uma ideia, já tínhamos reservado a passagem para o dia 4 e a empresa também já informou que ela não está autorizada a embarcar no dia 4.
Ela é um criança especial, mas ela tem o mesmo direito que eu tenho, que o meu outro filho tem e que todos nós temos. Ela tem o direito de ir e vir a qualquer momento para onde ela quiser”, comentou a mãe. Em um comunicado oficial, a Azul disse que avaliou o formulário médico da criança e que não autorizou a viagem em prol da segurança e saúde da própria, com base na Resolução 280 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC