segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Aneel deve reajustar preço de energia após revisão de cálculo das bandeira tarifárias

Foto: CHP
Aneel deve reajustar preço de energia após revisão de cálculo das bandeira tarifáriasA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve reajustar o preço da tarifa de energia elétrica, após revisão da metodologia de definição das bandeiras tarifárias. A autarquia considera que atualmente existe volatilidade, acúmulo de déficits e imprecisão quanto à informação correta a ser dada ao consumidor. "Colocamos em revisão com urgência urgentíssima. [A conta da bandeira] está deficitária em 2017. Isso gera um problema para o pagamento das próximas faturas", disse Tiago Correia, diretor da Aneel. Segundo informações do Valor Econômico, a arrecadação referente à bandeira tarifária em setembro foi de aproximadamente R$ 1 bilhão, enquanto o custo de operação do sistema girou em torno de R$ 4 bilhões. Até o final do ano, o impacto será de R$ 6 bilhões, que só poderão ser repassados para o consumidor nos reajustes anuais. Nesta terça-feira (24) a Aneel deverá decidir sobre a abertura de audiência pública para discutir o assunto. O presidente da Aneel quer aplicar a mudança já em novembro. A nova metodologia deve considerar, além do custo de geração térmica para o mês, o indicador de garantia física hidráulica das hidrelétricas. Atualmente a metodologia considera apenas o custo marginal de operação do sistema, valor fornecido pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e que baliza o cálculo do preço de liquidação das diferenças. Esse custo tem forte variação semanal. Com a nova metodologia, a ideia é aplicar uma fórmula que utilize o CMO e o GSF (garantia física hidráulica) - este último é mais estável.

Cândido Sales: Prefeita Lora Pontes participa de Marcha dos prefeitos em Brasilia A prefeita Lora Pontes e comitiva participaram da Marcha...