Governo inicia série de leilões bilionários

Foto: Reprodução / Exame
Governo inicia série de leilões bilionáriosEm meio a sinais de recuperação da atividade econômica, o governo inicia na próxima quarta-feira (27) uma série de leilões com os quais pretende levantar no mínimo R$ 21,4 bilhões até o fim do ano. A expectativa é que haja disputa pelos negócios e que o interesse das empresas eleve a arrecadação do governo. Se isso ocorrer, a equipe econômica diz que será possível liberar mais recursos contingenciados do Orçamento para os ministérios.Na quarta o governo colocará à venda quatro usinas hidrelétricas da estatal mineira Cemig, cujos contratos venceram e não foram renovados, e um conjunto de 29 áreas para exploração de óleo e gás em mar e em terra. Só com esse pacote, a expectativa mínima de arrecadação é de R$ 12,64 bilhões. Os investimentos atrelados a eles são da ordem de R$ 2,3 bilhões."Será um dia para ficar na história", disse o secretário especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Adalberto Vasconcelos. "Ficará claro o interesse dos investidores nacionais e estrangeiros". Embora o preço mínimo pelas quatro hidrelétricas tenha sido fixado em R$ 11,05 bilhões no total, é dado como certo nos bastidores que a arrecadação será maior do que isso. Segundo o governo, pelo menos quatro grupos demonstraram interesse. A própria Cemig deverá participar do leilão e tentar recomprar suas usinas.  por Estadão Conteúdo | Lu Aiko Otta