Cândido Sales: Três são presos em operação de combate a crimes ambientais

Três pessoas foram presas durante uma operação que visa combater a prática de crimes ambientais, deflagrada na manhã desta quarta-feira (16), em Cândido Sales. A ação, batizada de Dark Water, foi realizada pela Polícia Federal com apoio do IBAMA [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis]. Além de três mandados de prisão preventiva, um mandado de busca e apreensão, e três medidas cautelares diversas [de suspensão das atividades de natureza econômica] foram cumpridos. Confira a reportagem do G1.

A atividade ilegal praticada pelos suspeitos, segundo a PF, consiste no lançamento de resíduos sólidos e líquidos sem o devido tratamento nas águas do Rio Pardo, que corta o município, através da atividade de curtição de couro sem a devida autorização dos órgãos ambientais responsáveis.
A PF disse que o nome da operação é uma alusão à caraterística poluída da água após a prática dessa atividade.

Segundo a PF, as investigações tiveram início em janeiro de 2017, através da Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista, também no sudoeste do estado, mas desde 2008 os responsáveis já vinham sendo notificados e advertidos pelos órgãos ambientais.

Nessas notificações, conforme a PF, era solicitada a realização de um Plano de Recuperação da Área, o que não foi atendido até a presente data.
Os envolvidos não tiveram nomes divulgados. A PF informou que eles serão autuados pelo crime e será expedido ofício à Prefeitura de Cândido Sales para que seja realizada a eliminação dos dejetos de forma adequada, para que não ocorram mais prejuízos ao meio Ambiente.