Aliados querem que PMDB assuma ônus de votações de reformas

Foto: Agência Brasil
Aliados querem que PMDB assuma ônus de votações de reformasPolíticos da base aliada do governo Temer levaram ao Planalto reclamações sobre o comportamento do PMDB diante das reformas apresentadas. Siglas como PSDB, DEM, PP, PR e PRB dizem que o PMDB não tem demonstrado "unidade" para aprovação e nas discussões de projetos, o que poderia estimular traições em outros partidos da coalizão governista. "Para cobrar coesão de sua base, o governo tem de pacificar primeiro o partido do presidente", disse Efraim Filho (PB), líder do DEM na Câmara. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, ministros e líderes que são aliados ao governo não querem assumir o ônus de aprovar reformas consideradas impopulares enquanto o PMDB tiver divisões explícitas em sua bancada. O comportamento do partido na votação da terceirização na Câmara foi particularmente colocado em questão. Apenas 33 dos 64 deputados do partido votaram a favor do texto, na ocasião.