Solidariedade irá à TV para atacar pontos da reforma da Previdência

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Solidariedade irá à TV para atacar pontos da reforma da PrevidênciaUm dos partidos da base aliada do presidente Michel Temer, o Solidariedade pretende usar sua cota de propagandas em rede nacional para atacar dois pontos principais da reforma da Previdência: a idade mínima de 65 anos e a exigência de 49 anos de contribuição. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o partido irá à TV em abril, mesmo mês em que deve ocorrer a votação do relatório da proposta na comissão especial e iniciar o debate do texto no plenário. Diante das pressões de parlamentares, o governo já considera ceder em ao menos dois tópicos: as regras de transição e as regras de transição e a desvinculação do benefício de prestação continuada (BPC) ao valor do salário mínimo. Em meio ao fogo amigo, cinco titulares e suplentes da comissão que analisa a reforma geram desconfiança na cúpula do governo – Laerte Bessa (PR-DF), Capitão Augusto (PR-SP), Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e Bebeto (PSB-BA).