MARCELO ODEBRECHT TAMBÉM ENTREGOU AÉCIO NEVES, QUE PEDIU R$ 15 MILHÕES

O tão esperado depoimento de Marcelo Odebrecht ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as doações de campanha da empresa que comandava também atinge o senador mineiro Aécio Neves (PSDB); empresário disse que o tucano lhe pediu R$ 15 milhões no fim do primeiro turno das eleições e o pagamento foi acertado entre o delator Sérgio Neves, ex-diretor da Odebrecht, e o empresário Osvaldo Borges, apontado como operador de Aécio; jornalista Kennedy Alencar analisou andamento da Lava Jato e apontou tratamento diferenciado: "Ora, é preciso acelerar essas investigações. Mas o que se vê é celeridade em relação a petistas e demora no que se refere a tucanos"; Kennedy ainda afirma que os vazamentos de delações prejudicam o País e criam clima de incerteza econômica e política; "Já passou da hora de tornar públicas as delações da Odebrecht. Esse sigilo só tem feito mal ao país e bem aos que manipulam os vazamentos"