Bahia: Mais de 800 presos provisórios são soltos durante mutirão carcerário

50 foram soltos em Vitória da Conquista


(Foto: Reprodução)

A primeira etapa do mutirão carcerário do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) teve 827 presos provisórios soltos. Ao todo, foram analisados 2.754 processos em todo o estado, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (20) pelo TJ-BA. O período de análise em 81 comarcas do estado foi de 23 de janeiro a 10 de fevereiro. Em Vitória da Conquista 50 ganharam a liberdade, sendo 48 que estavam no Conjunto Penal e duas mulheres do Presídio Advogado Nilton Gonçalves. Participam da ação 211 magistrados das varas criminais. O mutirão segue até 20 de abril. De acordo com o juiz Antônio Faiçal, coordenador do GMF, os números se referem a prisões mantidas, relaxadas ou revogadas, com ou sem medidas cautelares. “Os números são muitos bons. É certo que essa é uma primeira etapa, na qual nós, naturalmente, temos um maior volume de resposta com relação a manutenção, ou não, das prisões”, diz o juiz, em nota. “Esperamos que em uma segunda etapa a gente consiga ter mais respostas para a finalidade mesmo do mutirão, que é a sentença desses processos com o envolvimento de pessoas privadas de liberdade”.