Empresa de urbanismo de Vitória da Conquista tem dívida de quase R$ 37 mi, diz nomeado

Foto: Blog do Anderson
Empresa de urbanismo de Vitória da Conquista tem dívida de quase R$ 37 mi, diz nomeadoO prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMBD), acaba de assumir a gestão e já tem um sério problema para resolver: a Empresa Municipal de Urbanismo de Vitória da Conquista (Emurc) tem um déficit de R$ 36.971.237,58 e não tem dinheiro para pagar os débitos. A informação foi divulgada pelo ex-presidente da Câmara Municipal, José Willian Nunes, que foi nomeado por Herzem para ocupar a presidência da Emurc. De acordo com o Blog do Anderson, Nunes foi cogitado para a Secretaria de Desenvolvimento Rural, mas acabou deslocado para a empresa com o objetivo de colocar as contas no azul. “É uma dívida quase que impagável. Uma dívida enorme”, afirmou o presidente durante entrevista coletiva na manhã da sexta-feira (6). “Ela encontra-se quase que paralisada em que se refere a realização de obras. Está funcionando a parte administrativa e pouca coisa de obras na cidade, por falta de recursos, nós não dispomos de dinheiro, absolutamente não dispomos de dinheiro nenhum. O salário dos funcionários do mês de dezembro não foi pago pela administração passada, fornecedores todos com dinheiro a receber aqui na Emurc. A Emurc não dispõe de créditos para poder comprar e por não possuir crédito para comprar as obras estão todas paralisadas”, disse Zé Willian. O gestor disse que o patrimônio da empresa foi “completamente dilapidado”, incluindo o prédio original do órgão, criado em 1977. “Os terrenos, os loteamentos alguns foram penhorados, outros foram até invadidos”, lamentou. De acordo com a publicação, pouco antes de deixar a gestão, o ex-prefeito Guilherme Menezes atribuiu a situação crítica da Emurc ao presidente Michel Temer, que teria bloqueado recursos antecipadamente liberados pela Caixa Econômica Federal.