CIA libera acesso a 11,1 mil documentos que mencionam o Brasil
CIA libera acesso a 11,1 mil documentos que mencionam o Brasil
Foto: Divulgação / CIA

A CIA, agência de inteligência dos Estados Unidos, liberou ao público, nos últimos três meses, acesso a 11,1 mil documentos que mencionam o Brasil. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, são 13 milhões de páginas de documentos até então sigilosos ao todo. O material foi produzido entre a década de 1940 e o ano de 1990. Até novembro do ano passado, apenas 900 documentos foram liberados. Há telegramas, recomendações sobre política externa, análises semanais e anuais sobre o Brasil e artigos jornalísticos. Entre os arquivos, há um relatório secreto produzido em 1986, que apontava em seis páginas os esforços do PT para deixar de ser um “partido de operários” e ampliar sua área de militância. De acordo com a CIA, o ex-presidente, já uma liderança da sigla à época, Luiz Inácio Lula da Silva estava "intensificando tratativas" com o ditador de Cuba Fidel Castro, de quem o petista seria "franco admirador". Os documentos podem ser acessados no site da CIA  (clique aqui).