Assaltantes que participaram de assalto na lotérica e filmaram morrem na  troca de tiros com a polícia

Três homens acusados de participar de um assalto a uma casa lotérica, no centro de Itabela, no início da tarde de terça-feira (10), morreram em trocas de tiros com policiais militares. A polícia informou que localizou dois suspeitos na estrada que dá acesso ao distrito do Queimado, por volta das 21h. Conforme a informação, houve intensa troca de tiros. Os acusados foram atingidos e levados Hospital Frei Ricardo, em Itabela, onde não resistiram aos ferimentos e morreram. Um dos suspeitos foi identificado como Willian da Silva Alves, idade não divulgada. 

O outro permanece sem identificação. Com os acusados a polícia encontrou uma pistola calibre 9mm, um revólver calibre 38, 10 estojos de munição 9 mm e um estojo de munição calibre 32. Dos R$ 28 mil roubados da lotérica, a polícia encontrou cerca de R$ 22 mil com os suspeitos, além de celular, mochilas, cordão de prata e relógio. Segundo a polícia, no telefone foi encontrada uma foto dos acusados tirada pouco tempo depois do crime. Na manhã desta quarta-feira (11), a PM informou que outro acusado também morreu durante troca de tiros com policiais. Ele ainda não foi identificado.


Todos os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Eunápolis. A polícia informou que conseguiu prender cinco homens acusados de envolvimento no crime. Durante a madrugada, Magno Miranda dos Santos Júnior, 19 anos, e Roneivon Santos Nascimento, 20 anos, foram presos suspeitos de assaltar a lotérica. O pai de um deles, Magno Miranda dos Santos, 42 anos, e outro homem, não identificado, foram detidos por dar fuga aos acusados em um carro. Ainda conforme a polícia, Cássio de Aquino Silva, 27 anos, também foi preso por dar fuga em um carro modelo Fiesta ao homem, não identificado, que morreu durante a troca de tiros na manhã desta quarta. O sexto acusado de assaltar a lotérica ainda está sendo procurado.