Temer defende militares fora da reforma da previdência: 'Estamos juridicamente corretos'
Temer defende militares fora da reforma da previdência: 'Estamos juridicamente corretos'
Foto: Marcos Corrêa/PR

Diante de uma plateia com integrantes das Forças Armadas, o presidente Michel Temer defendeu nesta sexta-feira (16) a opção por poupar os militares da proposta de reforma da previdência. A ideia é um dos pontos mais criticados no projeto do governo federal, apresentado no início do mês. "Eu quero dizer que, com muito acerto, nós votamos o projeto da reforma Previdenciária, naturalmente excluindo os militares. Estamos constitucional e juridicamente corretos", afirmou Temer. A categoria dos militares é a única que não será afetada pelas novas normas previdenciárias enviadas à Câmara. A equipe econômica do Palácio do Planalto pensa em alterar o regime de aposentadoria dos militares com um projeto em separado, que deve ser enviado ao Congresso Nacional em fevereiro.