Minas Gerais: ex-prefeito de Taiobeiras é condenado a mais de 26 anos de prisão

Foto: Reprodução | G1

Foto: Reprodução | G1

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) condenou o ex-prefeito de Taiobeiras a 26 anos, dez meses e 24 dias de prisão. A sentença foi publicada nesta segunda-feira (5) pelo TJMG. Joel da Cruz Santos, de 76, foi condenado por abuso de crianças e adolescentes; as investigações apontaram que ele abusou de pelo menos seis vítimas. Em 2010, Joel Cruz foi julgado por abuso de vulnerável, mas na ocasião foi absolvido das acusações. Em outubro de 2015, a Justiça decretou novamente a prisão do ex-prefeito por causa de nova investigação; Joel da Cruz só foi preso em abril deste ano em Parapebas, no Pará. Por este novo processo, ele foi acusado de abusar de uma criança de dez anos e da irmã dela, de cinco. As vítimas teriam sido levadas pela própria mãe para a casa do político, onde teriam sido obrigadas a manter relações sexuais em troca de pagamento. O G1 tentou falar com a defesa do ex-prefeito, mas nenhum dos advogados listados no processo foi encontrado.