Aliados de Renan articulam plano e planejam recorrer a Carmen Lúcia
Aliados de Renan articulam plano e planejam recorrer a Carmen Lúcia
Foto: Agência Senado
Aliados do senador Rena Calheiros (PMDB) realizaram uma reunião de emergência na residência do presidente do Senado, afastado nesta segunda-feira (6), para desenvolver um plano para devolvê-lo ao cargo. “É muito sério tirar o chefe de um Poder por liminar. Nem com Eduardo Cunha foi assim”, reclamou um senador à coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. O clima era negativo. Caciques entre os congressistas pretendem entrar com um pedido de suspensão do ato à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, em nome do próprio Senado. “É uma decisão gravíssima”, avalia Jorge Viana (PT-AC), sucessor imediato de Renan. Viana é próximo a Renan e tem perfil conciliador, mas isso não impediu que a bancada petista o pressionasse para adiar a tramitação final da PEC do Teto para 2017. “Não podemos ignorar a crise. A Casa não pode votar nada este ano”, defende Lindbergh Farias (PT-RJ).