Maia e Solla trocam acusações após petista tentar convocar Geddel

Maia e Solla trocam acusações após petista tentar convocar Geddel; veja vídeo
Foto: Reprodução/ TV Câmara

Dois deputados federais baianos, Arthur Maia (PPS) e Jorge Solla (PT), protagonizaram uma troca de acusações na noite desta terça-feira (23) durante a sessão plenária da Câmara após a oposição tentar convocar o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), para explicar as acusações do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, de tráfico de influência. Em meio à discussão, Solla afirmou que o governo de Michel Temer era “corrupto” e que o presidente teria sido “conivente” com as acusações imputadas à Geddel. Integrante da base aliada de Temer, Maia saiu em defesa do presidente e de Geddel e insinuou que Solla, como “membro do partido mais corrupto do Brasil”, estaria com os bens bloqueados. “O senhor deveria falar dos bens bloqueados, não é querer tratar da honra da forma como Vossa Excelência está trazendo”, bradou Maia. “Vocês golpistas têm medo de ouvir a verdade. Vocês, golpistas, ladrões, bandidos, têm medo de ouvir a verdade”, rebateu Solla. Durante a discussão entre Maia e Solla, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB), irmão de Geddel, incentivava os ataques contra o petista. Em meio à tensão, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cortou o microfone e impediu que discussão se arrastasse.

Veja o vídeo