terça-feira, 22 de novembro de 2016

Comissão de Ética abre processo para investigar conduta de Geddel

Comissão de Ética abre processo para investigar conduta de Geddel
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

A Comissão de Ética Pública da Presidência decidiu, por unanimidade, abrir um processo de investigação do ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima no caso que acarretou a demissão do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero. Geddel foi acusado por Calero de tentar intervir na decisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) de proibir a construção deum prédio de 30 andares em área tombada de Salvador. De acordo com o G1, a sindicância aberta pela Comissão de Ética vai analisar a suposta pressão feita pelo ministro, que comprou um apartamento no empreendimento. Mesmo com a polêmica, o presidente Michel Temer decidiu manter Geddel no cargo. Dos 7 integrantes da comissão, 5 já haviam votado a favor da abertura da investigação, mas um deles pediu vista, o que adiaria a decisão para o dia 14 de dezembro. Porém, o próprio Geddel teria pedido aos conselheiros que analisassem o caso de forma acelerada.  "Liguei para o presidente da Comissão e pedi para que fosse revista a iniciativa de adiar a decisão sobre o processo. Vamos fazer isso logo", contou.

Encruzilhada: bandidos encapuzados assaltam agência dos Correios e deixam dinheiro durante a fuga Nessa terça (21), quatro bandidos arm...