Marcada para segunda, votação da PEC do teto pode ser adiada por falta de quórum

Marcada para segunda, votação da PEC do teto pode ser adiada por falta de quórum
Foto: Antônio Augusto / Câmara dos Deputados

A votação da proposta de emenda constitucional que cria um teto de gastos públicos para os próximos 20 anos, marcada para a próxima segunda-feira (10), pode ser adiada por falta de quórum. De acordo com a Folha de S. Paulo, nesta sexta-feira (7) a base governista não conseguiu reduzir a parcela de 10% dos 513 deputados necessária para abrir a sessão de debates. Pelo regimento da Câmara dos Deputados, a PEC só pode ir a plenário após realização de duas sessões ordinárias. Como a desta sexta não aconteceu por falta de quórum, restariam apenas a de segunda e terça, às 14h. Com isso, o projeto só poderia ser votado no fim da tarde ou noite de terça, véspera do feriado de 12 de outubro. Outro fator que deve atrasar a votação é o fato de a oposição prometer trabalhar para atrasar a aprovação da medida. Este fator pode levar a votação a ser adiada para a semana seguinte. Para ser aprovada, a PEC necessita de 308 votos favoráveis, em dois turnos de apreciação