Operação Lava Jato: ex-ministro Palocci é preso em nova fase
Resultado de imagem para ex-ministro Palocci é preso em nova fase
Foto: Reprodução

A Polícia Federal desencadeou nessa segunda-feira (26) a 35ª fase da Operação Lava Jato. A Operação Omertá tem um dos alvos o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil, Antônio Palocci, que foi preso hoje (26) cedo, em São Paulo, como um dos três mandados de prisão temporária que a Polícia Federal está cumprindo. Há, ainda, 27 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a ir com os policiais prestar esclarecimentos. A suspeita é de que Palocci teria ligação com o comando da empreiteira Odebretch, uma das principais do Brasil. >>>>>

A Polícia Federal investiga se o ex-ministro e outros envolvidos receberam dinheiro para beneficiar a empreiteira em contratos com o governo. Segundo a Polícia Federal, as negociações envolviam a Medida Provisória 460, de 2009, que tratava de crédito prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), além do aumento da linha de crédito da Odebretch no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para um país africano, além de interferência em licitação da Petrobras para aquisição de 21 navios-sonda para exploração da camada pré sal. A Polícia Federal apura, ainda, a denúncia de pagamentos pelo chamado “setor de operações estruturadas” do Grupo Odebrecht, para várias pessoas, que estão hoje sendo alvo da condução coercitiva. A operação ocorre em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal e apura as práticas de corrupção, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Palocci e os outros dois presos serão encaminhados para a superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde estão centralizadas as investigações. Informações da Agência Brasil.