Fraude no INSS: PF cumpre mandados em Porto Seguro e Minas Gerais

Fraude no INSS: PF cumpre mandados em Porto Seguro e Minas Gerais
Foto: Polícia Federal MA

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (14) a terceira fase da Operação Nenhures para desarticular uma quadrilha suspeita de cometer fraudes contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com a corporação, foram cumpridos 10 mandados judiciais de prisão preventiva, 4 mandados judiciais de condução coercitiva e 12 mandados judiciais de busca e apreensão em Porto Seguro e nas cidades mineiras de Betim, Contagem, Almenara e Palmópolis. As investigações, que tiveram apoio da Assessoria de Pesquisa Estratégica e de Gerenciamento de Riscos da Previdência Social, descobriram que o grupo realizava suposta falsificação de certidões de nascimento e óbito, além de documentos de identidade, com o objetivo de obter benefícios de pensão por morte. De acordo com a PF, a Previdência Social calculou que a quadrilha teria causado um prejuízo de mais de R$ 6 milhões em fraudes a benefícios previdenciários. Em relação a pagamentos futuros evitados, a economia aos cofres públicos chegaria a mais de R$ 10 milhões.