Eleição para presidência da Câmara já tem 5 candidatos


Foto: Reprodução

Pelo menos cinco deputados já protocolaram suas candidaturas para a presidência da Câmara.  Com a renúncia de Eduardo Cunha, os parlamentares precisam eleger um novo presidente, que vai ocupar a cadeira somente até o dia 31 de janeiro de 2017, que é quando acabaria o mandato do ex-presidente.

O chamado Centrão, bloco de partidos da antiga base do governo de Dilma Rousseff - e que hoje apoiam o governo interino - quer poder eleger o novo presidente. Um dos nomes mais falados é o do deputado Rogério Rosso, do PSD. Rosso nega que será candidato e defende uma candidatura de união do Centrão.

O deputado do PMDB, Carlos Marum, defende que se não houve um candidato de consenso do Centrão, o PMDB deve lançar candidato próprio.

A atual oposição, com PT, PDT e PSOL, também deve lançar um candidato próprio. O líder da Rede, deputado Alessandro Mollon, defende um nome que não represente o grupo do antigo presidente Eduardo Cunha.

A antiga oposição e que hoje apoia o governo interino, com PSB e PSDB, também quer lançar um nome para competir com o centrão. O líder do DEM, deputado Pauderney Avelino, disse o grupo que tem alguns pré-candidatos.

Os deputados interessados em participar da disputam poderão se registrar até o dia da votação.