Temer cancela reajuste do Bolsa Família, denuncia Tereza Campello


O governo golpista de Michel Temer cancelou o reajuste médio de 9% do Bolsa Família, que seria entregue às famílias brasileiras nesta sexta-feira (17). A denúncia foi feita no Facebook da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome do governo eleito, Tereza Campello. Ela ressaltou que o valor já estava autorizado pela presidenta Dilma Rousseff e também estava previsto no orçamento da União.
Com isso, 14 milhões de famílias foram impactadas pelas medidas de Temer. Para Tereza, o golpe em curso no país é contra a classe mais humilde da população. “Esse governo golpista acabou de aprovar uma ampliação da meta em 170 bilhões de reais. O reajuste do Bolsa Família dava 1 bilhão de reais esse ano. Não existe nenhum motivo para não dar o reajuste, o único motivo é que essa não é a prioridade desse governo golpista”, diz.
O aumento foi anunciado pela presidenta Dilma Rousseff durante evento do 1° de maio, Dia do Trabalhador, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. A mudança já estava prevista no Orçamento de 2016 e durante o seu discurso Dilma ressaltou que o governo tomou medidas para viabilizar receitas que compensassem o reajuste. Na média, o auxílio passaria de R$ 163 para R$ 176 mensais.
Vale destacar que, hoje, 14.866.317 crianças e adolescentes são beneficiadas com o programa e cerca de 96% (14.253.726) delas possuem frequência escolar de mais de 75% (para adolescentes) e de 85% (para crianças).  20/6/2016 | Por: Agência PT