Lázaro: PF deflagra ação contra quadrilha que fez saques fraudulentos de precatórios
Lázaro: PF deflagra ação contra quadrilha que fez saques fraudulentos de precatórios
A Polícia Federal deflagrou a Operação Lázaro na manhã desta quarta-feira (29) nos estados do Maranhão, Piauí e de São Paulo, para apurar uma organização criminosa que teria feito saques fraudulentos de precatórios da Justiça Federal. São cumpridos 8 mandados de busca e apreensão, 5 mandados de prisão temporária e 5 mandados de condução coercitiva nos municípios de Diadema, Jundiaí, São Bernardo do Campo, São José dos Campos e São Paulo (SP), São Luís (MA) e Teresina (PI). Ao todo, 51 policiais participam da ação. A operação é a segunda fase da Operação Triângulo dos Precatorios, deflagrada no final de 2015, destinada a “desmantelar grupo criminoso organizado que realizava saques fraudulentos de precatorios da Justiça Federal em diversos Estados da Federação”.  De acordo com a PF, “o grupo selecionava precatórios disponíveis para saques, preferencialmente de pessoas já falecidas, ressuscitando-as mediante a falsificação de documentos”.  A investigação aponta que mais de R$ 10 milhões em saques fraudulentos. Os valores eram movimentados e ocultados por meio de contas bancárias de laranjas, tanto pessoas físicas, como jurídicas. Os recursos foram usados na compra de veículos esportivos importados e de “alto luxo”. O nome da operação faz menção à figura bíblica de Lázaro, que foi ressuscitado por Jesus, já que a quadrilha usava o nome de pessoas falecidas para se beneficiar dos precatórios.