quinta-feira, 2 de junho de 2016

Empresa beneficiada por emenda pagou R$ 591 mil à mulher de Cunha



Investigadores da Operação Lava Jato identificaram um pagamento de mais de R$ 591 mil feito pelo Grupo Libra a Cláudia Cruz, mulher do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O Grupo Libra foi um dos principais beneficiados com uma emenda parlamentar feita por Cunha que assegurou vantagens para que a Libra administrasse uma área no complexo portuário de Santos.
O pagamento foi realizado a uma empresa registrada em nome de Cláudia Cruz, a C3 Produções Artísticas, que seria utilizada para receber dinheiro originário da prestação de serviços, como a apresentação e realização de eventos. Em seu depoimento à Lava Jato, realizado no final de abril, a jornalista disse não se recordar das razões do depósito. O pagamento teria sido realizado em 2007.
Cláudia negou ter qualquer relação comercial com os acionistas da empresa, mas admitiu conhecer socialmente "Gonçalo Torrealba. Em outro depoimento, a filha de Cunha, Danielle Dytz, disse que Torrelba era "amigo" do pai.  

2/6/2016 | Por: Brasil 247

Cândido Sales: Prefeita Lora Pontes participa de Marcha dos prefeitos em Brasilia A prefeita Lora Pontes e comitiva participaram da Marcha...