segunda-feira, 6 de junho de 2016

Em licitação de gestão tucana troféus chegavam ao preço de R$ 7 mil cada e medalhas de até R$ 250, segundo reportagem publicada nesta sexta-feira pela "Folha de S. Paulo"

Governo de Alckmin pretendia gastar 148 milhões só em troféus e medalhas 
:

Pregão eletrônico foi aberto em abril pela Secretaria de Esportes e Lazer, sob o comando de Paulo Gustavo Maiurino e loteada pelo PRB, para compra de 1,8 milhão de medalhas e 113 mil troféus; revogação da licitação ocorreu após reportagem ter detectado indícios de fraude; a empresa AW Sports que venceu os quatro lotes disponíveis e sua única concorrente, a Mega Dados, são comandadas pelo empresário Waldir Presotto

O governo de Geraldo Alckmin (PSDB) pretendia gastar R$ 148 milhões na compra de 1,8 milhão de medalhas e 113 mil troféus. O pregão eletrônico foi aberto em abril pela Secretaria de Esportes e Lazer, sob o comando de Paulo Gustavo Maiurino e loteada pelo PRB.

A revogação da licitação ocorreu após reportagem da “Folha de S. Paulo” ter detectado indícios de fraude.

A empresa AW Sports que venceu os quatro lotes disponíveis e sua única concorrente, a Mega Dados, são comandadas pelo empresário Waldir Presotto e dividem o mesmo imóvel em SP.

A Corregedoria Geral da Administração instaurou processo para investigar os responsáveis pela abertura da licitação. O caso também terá uma investigação criminal na Polícia Civil (leia aqui).

Brasil 247

Cândido Sales: Em breve a Escola da Musica retornará com as atividades, aguardem... Nota de esclarecimento Esclarecimento! A prefeit...