segunda-feira, 30 de maio de 2016

Fazenda e Planejamento querem moratória para os estados de até 8 meses

Fazenda e Planejamento querem moratória para os estados de até 8 meses
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

A suspensão por um ano do pagamento das dívidas dos Estados, pedido dos governadores, enfrenta resistência da equipe econômica da gestão Michel Temer. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, para as equipes dos ministérios da Fazenda e do Planejamento, o máximo a ser concedido seria uma moratória por um período de seis a oito meses. O objetivo é não ultrapassar o impacto de R$ 23 bilhões nas contas públicas. Há também uma intenção de não criar um clima de “liberou geral” e dessa forma, macular a imagem do ajuste. O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, propõe uma frente suprapartidária de governadores para influenciar o planejamento de recuperação econômica. Para ele, a moratória é só um “bandaid”, não solucionando o problema. Ele também aposta no endurecimento da Lei de Responsabilidade Fiscal: sem novas travas, as despesas estaduais continuariam aumentando, enquanto as receitas elevam em ritmo menor. 

Cândido Sales: Em breve a Escola da Musica retornará com as atividades, aguardem... Nota de esclarecimento Esclarecimento! A prefeit...