Páginas

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Cândido Sales: Jaimilton participa da Missa do Vaqueiro no Porto Santa Cruz

Fotos: Reprodução Facebook




Não foi definido ainda essa aliança, existe essa possibilidade sim de estarmos juntos disputando as eleições,estamos conversando,mais sem deixar de lembrar que Jaimilton é candidato a prefeito.






O pré-candidato a prefeito Jaimilton Acioly participou da Missa do Vaqueiro de Cândido Sales  de 2016, que aconteceu no Porto Santa Cruz ontem domingo 01/05, data em que se comemora o dia do Trabalhador.

A festa desse ano estava muito bonita e contou com a participação do forrozeiro Edgar Mão Branca que fez um show muito bom. 

Em entrevista ao Portal Cândido Sales,Jaimilton falou sobre o evento, "Eu gostei muito da festa, estava muito organizada,muita gente participando desse que já é um dos tradicionais eventos do nosso município".

Sobre a sua participação,Jaimilton disse que foi muito importante "Falei e ouvi muitas pessoas, me encontrei com muita gente,me encontrei com amigos da cidade e do interior do municipio,tirei muitas fotos,me encontrei com muitos politicos, principalmente com Hélio e com Sidélia". 

Prefeito Hélio e Jaimilton

Ao ser perguntado se ouve alguma conversa sobre sobre uma aliança entre eles,Jaimilton falou que aínda tudo é festa,"Tudo que aconteceu no Porto foi uma festa,não foi definido aínda essa aliança, existe essa possibiliadade sim de estarmos juntos disputando as eleições,estamos conversando,mais sem deixar de lembrar que Jaimilton é candidato a prefeito; eu retornei a politica de Cândido Sales por existir um clamor por uma mudança,muitas pessoas em todo o municipio deseja ter Jaimilton como prefeito, essa é minha decisão, eu vou concorrer como candidato a prefeito;nosso municipio está muito carente,está em um prejuizo adiministrativo,em todos esses anos que se passaram o municipio não progrediu, a cidade evolui levada pela mão do povo,o desnvolvimento que o municipio teve é pelo trabalho do seu povo, um povo trabalhador e de muita luta, e a nosso propósito é de trabalhar, é de modificar a forma de adimistrar,há um novo projeto de adiministração para Cândido Sales, este projeto que hoje vem sendo executado, e que já está ai estacionado, está vencido! e o nosso proposito é um novo projeto,queremos modificar  a forma de administrar, e para isso,estamos juntado importantes companheiros do nosso municipio para criar um novo projeto para nossa Cândido Sales".

Nessa entrevista Jaimilton Acioly diz que as conversas sobre a aliança com Hélio e Sidélia deverão evoluir no sentido de acontecer, mais deixa bem claro as razões pela qual  ele será candidato a prefeito. 

Jaimilton disse que será realizado nesta segunda-feira (02/05) uma reunião com lideranças e integrantes do partido, onde serão abordados diversos assuntos e diretrizes sobre o rumo em que o grupo tomará para para a campanha politica desse ano.


'Se eu estiver na Lava Jato, Teori é corno, Janot é ladrão e Moro, picareta', diz Cid Gomes
Foto: Zeca Ribeiro/ Câmara dos Deputado
'Se eu estiver na Lava Jato, Teori é corno, Janot é ladrão e Moro, picareta', diz Cid Gomes

O ex-ministro e ex-governador do Ceará, Cid Gomes, defende que não tem envolvimento com o esquema de corrupção na Petrobras. Segundo ele, se o seu nome aparecer como um dos investigados da Operação Lava Jato, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, é "corno" e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, é ladrão. Segundo a Folha de S. Paulo, a declaração foi dada durante a comemoração do aniversário de Gomes, na cidade de Sobral. "Por ter minha consciência tranquila,[...] sou capaz de falar mal do ministro Teori Zavascki. Eu digo: 'ministro, o senhor é corno, se eu tiver nessa operação[...] Veja bem, eu tenho tanta segurança de que não estou nisso que, se estiver, o ministro Teori é corno[...], o Janot é ladrão, e o (juiz Sergio) Moro é um picareta", afirmou. Gomes não é alvo de nenhum inquérito relacionado a Operação Lava Jato.
2 DE MAIO DE 2016 ÀS 05:30

Dilma quer antecipar eleições para outubro

Presidenta Dilma durante Ato em comemoração ao Dia do Trabalhador, no Vale do Anhangabau. Foto Paulo Pinto / Agencia PT


Presidente Dilma Rousseff deve enviar até sexta-feira ao Congresso proposta de emenda constitucional que antecipa a eleição presidencial para o dia 2 de outubro; a ação ocorre a pouco mais de uma semana para a análise do processo de impeachment no Senado, que pode afastar a presidente por 180 dias; a ideia conta com o apoio de grande parte de seus ministros, como Jaques Wagner (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), além de senadores petistas; "As pesquisas dizem que a população quer novas eleições. Se isso tudo for verdadeiro, que deixemos o povo eleger presidente e vice numa grande concertação”, disse Paulo Paim; não há consenso dos movimentos sociais; já o vice Michel Temer é taxativo contra: “Seria fugir da responsabilidade. Essa, sim, é uma proposta golpista”

A presidente Dilma Rousseff deve enviar até sexta-feira ao Congresso proposta de emenda constitucional que antecipa a eleição presidencial para o dia 2 de outubro. A ação ocorre a pouco mais de uma semana para a análise do processo de impeachment no Senado, que pode afastar a presidente por 180 dias.

Dilma e grande parte de seus ministros, como Jaques Wagner (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), defendem a ideia da eleição, mas não contam com o consenso dos movimentos sociais. O vice Michel Temer é taxativo contra: “Seria fugir da responsabilidade. Essa, sim, é uma proposta golpista”.

Parte do PT também se posicionou a favor da convocação das novas eleições, como o senador Paulo Paim (PT-RS), embora admita que não há na Câmara o número suficiente de votos para aprovar a proposta. “Diria que no PT cresce o apoio, porque eu e os senadores Jorge Viana (PT-AC) e Lindbergh Farias (PT-RJ) estamos apoiando. As pesquisas dizem que a população quer novas eleições. Se isso tudo for verdadeiro, que deixemos o povo eleger presidente e vice numa grande concertação”, disse Paim, em entrevista ao Globo.

Segundo ele, não há 3/5 dos votos para a aprovar uma PEC, ou seja, 308 votos na Câmara e 49 votos no Senado, em duas votações em cada Casa. “Percebemos que o impeachment está caminhando e decidimos no meio do caminho encontrar uma alternativa. Claro que hoje não tem voto. Sabemos. Só é viável se houvesse um grande entendimento entre Executivo e Congresso”.

Brasil 247

domingo, 1 de maio de 2016

Sessão itinerante da Câmara em Lagoa Grande é marcada por vaias e insatisfação do povo



Muitos munícipes compareceram a sessão itinerante realizada no Colégio Leônidas Cardoso em Lagoa Grande neste último sábado 30/04.

A sessão contou com as presenças da maioria dos vereadores de Cândido Sales.

Veja o vídeo no momento do discurso do vereador Tião Dutra:

Cândido Sales: Jaimilton se reune com famílias na Mumbuca 

O pré-candidato a prefeito nas próximas eleições Jaimilton Acioly esteve na noite deste sábado fazendo uma visita as famílias da Mumbuca, ele estava acompanhado do amigo Sr. Jesu (Jesulino) líder comunitário muito querido naquela região.

Jaimilton foi recebido com muito carinho pelas famílias da Mumbuca que expuseram as suas dificuldades e se colocaram a disposição para apoiar Jaimilton nessa caminhada.



A visita foi muito proveitosa, todos os visitados falam a mesma língua, Jaimilton Acioly


CUT: Se houver golpe, não haverá paz no Brasil

 1 DE MAIO DE 2016

Num duro discurso neste Primeiro de Maio, o presidente da Central Única dos Trabalhadores, mandou um duro recado aos organizadores do golpe. "Se esse golpe passar, não haverá mais paz no Brasil. Não reconheceremos nenhum governo ilegítimo e Michel Temer não passa de um golpista de terceira categoria", afirmou; “Todos nós unificamos para defender a democracia, porque nós sabemos que o golpe é contra a Dilma e Lula, mas principalmente contra os trabalhadores. O golpe é para retirar direitos, acabar com a CLT, com a política de valorização do salário mínimo e com os benefícios sociais”

Num duro discurso neste Primeiro de Maio, o presidente da Central Única dos Trabalhadores, mandou um duro recado aos organizadores do golpe. "Se esse golpe passar, não haverá mais paz no Brasil. Não reconheceremos nenhum governo ilegítimo e Michel Temer não passa de um golpista de terceira categoria", afirmou.

Leia, abaixo, reportagem da Agência Brasil:

Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil
Três centrais sindicais, além de diversos movimentos sociais de esquerda, promovem ato conjunto no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, para marcar o Dia do Trabalho. Com o lemaBrasil: Democracia + Direito, as centrais e os movimentos são contra o processo de impeachment contra Dilma Rousseff.  Está prevista a participação da presidenta Dilma Rousseff, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro do Trabalho, Miguel Rossetto, no evento.

Segundo Vágner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), é uma união "histórica da esquerda brasileira" pela “a luta pela democracia”.

“Todos nós unificamos para defender a democracia, porque nós sabemos que o golpe é contra a Dilma e Lula, mas principalmente contra os trabalhadores. O golpe é para retirar direitos, acabar com a CLT, com a política de valorização do salário mínimo e com os benefícios sociais”, disse.

“Sem dúvida, a gravidade do que o país está vivendo, um golpe de Estado, juntou. Não haveria outra situação do que fazer um ato unitário, de todos aqueles que estão contra o golpe, em defesa da democracia, em defesa dos direitos dos trabalhadores”, disse Edson Carneiro Índio, secretário-geral da Intersindical.

“Não temos dúvida de que a unidade do povo brasileiro, das organizações da classe trabalhadora será fundamental para derrotar o golpe e garantir a democracia no nosso país e para garantir a continuidade das nossas lutas em defesa do emprego, do salário, dos direitos e das políticas públicas”, acrescentou.

Para Adilson Araújo, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), o processo de impeachment pode provocar a perda de direitos dos trabalhadores. “Penso que a classe trabalhadora tem um motivo a mais [para ir para as ruas]. Nesse particular, o Brasil tem um recorte especial que é fazer valer o que foi garantido pela Constituição, que é o direito à democracia. A democracia é algo imperativo”, disse.

Saiba Mais

Na Avenida Paulista, ato da Conlutas pede novas eleições gerais no Brasil
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, também destacou a união da esquerda contra o impeachment da presidente Dilma. “Acho que o mais importante é manter todos esses grupos e todas essas entidades que tem resistido ao golpe. É fundamental neste momento manter essa unidade para continuar combatendo o golpe. Temos a votação no Senado e, independentemente desse resultado, não vamos reconhecer a legitimidade de um governo que tenta assumir sem o voto popular. Isso não é só um atentado à democracia. É uma regressão social, política e cultural porque pela pauta apresentada por quem pretende sentar na cadeira antes da hora, são privatizações em série, mudanças no regime de aposentadoria, um ataque à Petrobras”.

Falcão reconhece ser difícil reverter a admissibilidade do impeachment de Dilma no Senado. “Para que não tenhamos ilusões: é muito difícil impedir a admissibilidade, ou seja, uma maioria simples que afaste a presidenta por 180 dias. Mas é muito possível que, ao longo desses meses de afastamento, se ocorrer, que possamos ter 28 votos e evitar o golpe definitivo. Para isso, precisamos continuar com as mobilizações”, disse o presidente nacional do PT.

O ato é promovido pelas centrais Única dos Trabalhadores (CUT), dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e a Intersindical, além de movimentos como a União Nacional dos Estudantes (UNE), a Frente Brasil Popular, a Frente Povo sem Medo, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

Impeachment

Os dirigentes das três centrais sindicais disseram hoje que pretendem intensificar os atos nas ruas para pressionar o Senado a não aprovar o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

“Acredito que só nas ruas [o processo de impeachment será derrotado]”, disse Vágner Freitas, da CUT.

“A maioria [das pessoas] sabe que o impeachment não resolve o problema. A maioria não quer o Temer. A maioria acredita que vá aprofundar a crise política. E é isso que estamos tentando demonstrar para os senadores, com o povo nas ruas, organizado. Eles [senadores] vão perceber que, se eles votarem, eles vão ter prejuízos porque o povo vai lembrar de quem ajudou a trair o povo”, acrescentou.

Edson Carneiro “Índio”, secretário-geral da Intersindical, defende que a cobrança continue mesmo se o processo for aprovado pelos senadores. “Na nossa opinião, [é preciso] fazer luta, fazer greve, um dia nacional de paralisações para afetar a produção. Vamos mostrar para os orquestradores do golpe que não haverá paz. Não adianta achar que basta fazer um golpe e destituir a presidente que está tudo resolvido”, disse.

“A Intersindical não faz parte da base de apoio ao governo. Temos muitas críticas ao governo. Mas uma coisa é não apoiar o governo. Outra coisa é fechar os olhos para o que está acontecendo no nosso país”, ressaltou.

Brasil 247
Dilma aumenta Bolsa Família em 9%, corrige tabela do ir em 5% e denuncia ataque à CLT
1 DE MAIO DE 2016 ÀS 14:40
:

Num duro discurso neste domingo, no Primeiro de Maio do Vale do Anhangabaú, em São Paulo, a presidente Dilma Rousseff afirmou que o golpe parlamentar em curso no Brasil visa destruir a Consolidação das Leis do Trabalho; "Querem transformar a CLT em letra morta. Sabe como vão fazer isso? Dizendo que o negociado deve prevalecer sobre a lei. Ou seja: menos do que a lei. Nós aceitamos, desde que seja mais do que a lei", afirmou; Dilma disse ainda que os golpistas pretendem tirar 36 milhões de pessoas do Bolsa Família, mas anunciou um aumento médio de 9% nos benefícios; a presidente anunciou ainda a correção de 5% na tabela do Imposto de Renda e disse que o pré-sal será a "primeira vítima" de promessa do vice-presidente Michel Temer de "privatizar tudo o que for possível"


A presidente Dilma Rousseff acaba de anunciar, no Primeiro de Maio organizado pela Central Única dos Trabalhadores no Vale do Anhangabaú, o aumento de 9% no Bolsa Família e a correção de 5% na tabela do Imposto de Renda.

"Esse aumento não foi decidido agora e já estava previsto no orçamento", disse a presidente.

Num duro discurso neste domingo, ela afirmou que o golpe parlamentar em curso no Brasil visa destruir a Consolidação das Leis do Trabalho.

"Querem transformar a CLT em letra morta. Sabe como vão fazer isso? Dizendo que o negociado deve prevalecer sobre a lei. Ou seja: menos do que a lei. Nós aceitamos, desde que seja mais do que a lei."

Dilma disse ainda que os golpistas pretendem tirar 36 milhões de pessoas do Bolsa Família, mas anunciou um aumento médio de 9% nos benefícios. Também lembrou que aliados do vice-presidente Michel Temer já anunciaram o fim dos reajustes dos aposentados e da política de correção do salário mínimo.

"Querem acabar com uma política que permitiu a elevação, em termos reais, de 76% do salário mínimo", afirmou. "O golpe é contra a democracia e contra os direitos dos trabalhadores".

A presidente Dilma também falou sobre a promessa do vice-presidente Michel Temer de privatizar tudo o que for possível. "A primeira vítima será o pré-sal", afirmou.

Eduardo Cunha

Dilma também citou nominalmente o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e disse que ele foi o principal agente da desestabilização de seu governo. "Não aprovaram nenhuma das nossas reformas. Sabe por quê? Porque o PT se negou a dar três votos que impediriam sua cassação. Até o subscritor dessa peça do impeachment, o advogado Miguel Reale Júnior, ex-ministro do presidente Fernando Henrique, disse que se tratava de chantagem explícita e abuso de poder".

Dilma bateu duro no golpe, ao dizer que "se fazer isso com uma presidente da República, o que serão capazes de fazer com o cidadão ou a cidadã anônima".


Ela afirmou ainda que o projeto que querem impor ao Brasil não é aquele que venceu nas urnas. "Se querem isso, se coloquem sob o crivo do povo brasileiro. Chegar ao poder, sem voto, e numa eleição indireta, não! Não passarão!".

Brasil 247
Mensagem do deputado federal Waldenor Pereira aos Trabalhadores
Hoje é dia de celebrar os homens e mulheres que constroem o nosso país, nosso Estado, nossa cidade, nossa região.

Continuemos fortes e na luta todos os dias!
Viva os trabalhadores do Brasil!

Absurdo: Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai
RTEmagicC_6886272026.jpg
Dois homens armados invadiram a casa de um comerciante, em Guararapes, interior de São Paulo, fizeram ele e as três filhas reféns, agrediram o homem com coronhadas e fugiram levando R$ 18,5 mil em dinheiro, três armas e R$ 40 mil em joias da família. Pai e filhas foram deixados amarrados.

O esclarecimento do assalto, realizado no dia 27 de março, chocou os moradores da cidade. A polícia descobriu que o crime foi planejado pelas duas filhas mais velhas do próprio comerciante. Elas combinaram o crime em detalhes com os executores usando o aplicativo WhatsApp de seus celulares.

A filha de 21 anos, planejou o crime durante 40 dias e acabou envolvendo a irmã, de 17 anos. Apenas a filha caçula, de 14 anos, de nada sabia. A mentora alegou que o pai havia retirado R$ 200 mil de sua conta poupança.


A polícia descobriu a trama após ter acesso às mensagens gravadas no celular da jovem. Ela criou e administrava o grupo pelo qual, com a ajuda de um amigo estudante de Direito, fez contato com os criminosos. A filha chegou a mandar a planta da casa para os assaltantes e fotos do cofre onde estavam o dinheiro e as joias. Também se incumbiu de dopar os cães para facilitar a entrada do trio.

As mensagens trocadas pela filha com os criminosos estarreceram o delegado Alessander Dias Lopes, que investigou o caso. Numa delas, a jovem avisa os bandidos que o pai tem uma arma. “O lance é surpreender ele”, recomenda. “Se ele atira você atira também”, escreveu.

Em outra mensagem, a filha afirma que o pai está “com rolo com a justiça”, por isso deixaria o dinheiro em casa, e não numa conta bancária. A filha também pede aos criminosos que sejam duros com ela e as irmãs e agridam o pai para dar veracidade à ação. “A gente tem que considerar vocês entrarem com eles aqui”, avisou.

O esclarecimento do caso foi anunciado numa entrevista coletiva, na sexta-feira, 29, com a participação do delegado seccional de Araçatuba, Mauro Gabriel. A polícia desconfiou do envolvimento de alguém da casa porque, além do pai, só as filhas sabiam da existência de um fundo falso num armário, onde eram guardadas as armas e as joias.

Além dos dois executores e da jovem, a polícia prendeu dois suspeitos da receptação do material roubado. Parte das joias e as armas foram recuperadas. O dinheiro deveria ser dividido com as duas irmãs, mas os assaltantes ficaram com todo o valor. O comerciante negou que tivesse ficado com o dinheiro da filha, mas admitiu que tinha um relacionamento “tumultuado” com ela. Os nomes não foram divulgados para preservar as menores – vítima e coautora.
Falta de água atinge Vitória da Conquista e bairros são abastecidos por carros pipa


Foto: Blog do Anderson
Falta de água atinge Vitória da Conquista e bairros são abastecidos por carros pipa

O problema da falta de água em Vitória da Conquista faz com que carros-pipa sejam requisitados para manter o abastecimento de reservatórios. Segundo o Blog do Anderson, a Embasa alega que a barragem de Água Fria, responsável pelo fornecimento na região, opera com 45% de sua capacidade. Enquanto o índice não subir, é necessário que carros-pipa abasteçam hidrantes que levam a água até reservatórios da cidade. Ainda de acordo com o Blog do Anderson, as comunidades mais afetadas são as de Patagônia, Kadija, Miro Cairo, Cidade Modelo e Morada dos Pássaros.

sábado, 30 de abril de 2016

Sudoeste Baiano: Rui Costa entrega tratores, inaugura creches e SAC em Guanambi

Fotos: Mateus Pereira | GOVBA
As famílias de Guanambi que possuem filhos pequenos contam agora com duas novas creches, inauguradas pelo governador Rui Costa na manhã desta sexta-feira (29). Durante a entrega dos equipamentos, construídos por meio do programa federal Brasil Carinhoso, Rui também beneficiou os pequenos produtores de Rio do Pires, Rio do Antônio, Iuiú e Brumado com quatro tratores e implementos agrícolas.

 Fotos: Mateus Pereira | GOVBA

Na ocasião, o governador falou sobre o poder transformador da educação na vida das pessoas, especialmente na primeira infância. “As creches são importantes por causa dos estímulos que vão desenvolver a capacidade de raciocínio das crianças. Nessa idade, nós estamos definindo, talvez, a capacidade das crianças para o resto da vida, a depender do desempenho da educação em uma creche”, explicou.

 26646313631_eda79dbc96_z

Sobre as máquinas entregues, Rui afirmou que fazem parte de um trabalho mais amplo que está sendo realizado em toda a Bahia. “Nós avaliamos que o pequeno agricultor não pode ficar só na enxada, precisa ter equipamentos para melhorar sua produção, sua renda. Nossa meta é ir mecanizando as cooperativas, para que as terras sejam aproveitadas com tecnologias e o pequeno agricultor possa produzir mais e melhor”. Ainda no município do Sudoeste Baiano, Rui inaugura às 15 horas um novo posto do SAC, com capacidade de realizar aproximadamente 18,3 mil atendimentos por mês, no qual foram investidos R$ 3,6 milhões.
Comunidade: sem água por mais de uma semana, moradores protestam em Vitória da Conquista

Foto: VC Repórter | BLOG DO ANDERSON
Blog do Anderson

A falta d´água foi uma das principais reclamações da comunidade conquistense nesta semana. Na manhã deste sábado (30) um grupo de moradores dos Campinhos saiu às ruas após dezenas de tentativas de contado com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA). A avenida Jadiel Matos foi bloqueada com pneus em chamas por quase uma hora. Em nota à imprensa a EMBASA falou sobre a situação das barragens que abastecem Vitória da Conquista, no entanto ainda não informou data para regularização do problema.

Nobel da Paz: Papa Francisco apoia Dilma

O vencedor do prêmio Nobel da Paz em 1980, o argentino Adolfo Pérez Esquivel revelou, em entrevista ao jornalista Darío Pignotti, do jornal Página 12, que levou à presidente Dilma Rousseff o apoio do Papa Francisco.

O pontífice é também argentino e mantém estreita ligação com movimentos de defesa dos direitos humanos na América Latina.

"O papa Francisco está muito preocupado com o que está acontecendo no Brasil; tudo isso vai trazer consequências negativas para toda a região e teremos um grave retrocesso democrático."

Esquivel se reuniu ontem com a presidente Dilma e depois, no Senado, denunciou o golpe da tribuna, sob protestos de opositores como Ronaldo Caiado (DEM-GO), que exigiram que a palavra golpe fosse retirada das notas taquigráficas.

Esquivel disse ainda que vai escrever ao Papa sobre os acontecimentos no Brasil e afirmou que o impeachment não passa de um golpe brando. Ele também disse que Dilma é uma mulher honesta denunciada por corruptos.

Leia, abaixo, sua entrevista ao Página 12:

Pérez Esquivel llevó a Dilma el apoyo del Papa

Rousseff y el ex presidente Lula da Silva analizaron esta semana varias tácticas de “resistencia democrática”, incluyendo movilizaciones populares como las de ayer y la posible convocatoria a elecciones anticipadas o un plebiscito.

› Por Darío Pignotti

Desde Brasilia

“El papa Francisco está muy preocupado con lo que está pasando en Brasil, todo esto va a traer consecuencias negativas para toda la región, tendremos un grave retroceso democrático.” El Premio Nobel de la Paz Adolfo Pérez Esquivel dialogó con este diario ayer luego de su audiencia con la presidenta Dilma Rousseff en el Palacio del Planalto.

–¿Hablaron sobre el Papa?

–Hablamos con la Presidenta de varios temas, también hablamos sobre el Papa, ella sabe que él está al tanto, de su preocupación, que estamos en contacto con él.

–¿Qué impresión se lleva de la presidenta?

–La presidenta Dilma está muy consciente de lo que está pasando, no estuve mucho tiempo con ella aunque pude ver que es una persona fuerte, que va a luchar por la democracia, está muy decidida a pelear porque sabe que es injusto lo que están haciendo con ella. No hay ninguna denuncia contra la presidenta y los que la acusan están en muchos casos denunciados y procesados.

–¿Tiene previsto viajar al Vaticano?

–Después de que termine este viaje le voy a escribir una carta al Papa para contarle lo que pasa en Brasil, y posiblemente después voy a viajar al Vaticano, más o menos a fines de mayo cuando ya se sabrá que pasó con este todo este proceso que lo llaman impeachment para no decir que es un golpe blando. Esto es muy serio. Para tener un panorama más amplio voy a ir también a la Orden de Abogados de Brasil, pasaré por Curitiba (estado de Paraná) y Porto Alegre (Rio Grande do Sul), voy a estar en los actos del primero de mayo.

–¿La posición del Papa se refleja en la iglesia brasileña?

–Estuve en la Conferencia Nacional de Obispos de Brasil, conversé con el secretario general, don Leonardo (Ulrich Steiner), ellos se mostraron bastante preocupados también. La realidad, lo concreto que pasa en Brasil es que se van hacia un golpe blando, como el que ya hubo en Honduras contra el presidente (Manuel) Zelaya en 2009 y en Paraguay contra (Fernando) Lugo en 2012, ahora no se los quiere llamar golpe, pero está claro que son golpes. Se usan métodos distintos, no necesitan a las fuerzas armadas, porque tienen a los grandes medios, a una parte de los jueces, a los políticos conservadores, los grupos de la oligarquía. Hay que convocar al Mercosur para que trate lo que pasa en Brasil desde la cláusula democrática. Tuvimos una declaración de Unasur contra este proceso destituyente, que es un proceso de la derecha brasileña apoyado por grupos extranjeros que están en contra de la integración regional.

“Estoy Triste”

Dilma Rousseff y el ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva analizaron esta semana varias tácticas de “resistencia democrática”. Una es la movilización popular que ayer se realizó en San Pablo, Brasilia, Río de Janeiro y otros estados y estuvo a cargo de los Movimiento de los Trabajadores Sin Techo. Otra es la posible convocatoria a elecciones anticipadas o un plebiscito, impulsado por una decena de senadores del PT y otros partidos, los que fueron recibidos ayer en el Planalto.

Dilma también evalúa realizar una gira por América latina y Europa para denunciar el inminente quiebre de la normalidad institucional, que comenzará a mediados de mayo cuando el Pleno del Senado seguramente apruebe el inicio del juicio político, tras recibir un parecer de la Comisión Especial de Impeachment que comenzó a sesionar esta semana.

Tan pronto se abra ese proceso Dilma deberá licenciarse del cargo por hasta seis meses en los que será reemplazada por el vicepresidente Michel Temer. Por lo cual el 5 de agosto ella no podrá ser parte de la ceremonia inaugural de los Juegos Olímpicos de Río de Janeiro, tema de que habló en un reportaje puesto al aire ayer por la cadena norteamericana CNN.

“Me siento triste por no poder participar en las Olimpíadas... me gustaría mucho participar (en esta última etapa) de la organización, porque ayudé mucho para ese proceso desde los primeros días.”

“Estoy triste porque creo que lo peor que le puede pasar a un ser humano es ser víctima de una gran injusticia que es este impeachment, con él se pierden nuestras conquistas democráticas”, declaró a la CNN.

En el gobierno consideran que los grandes medios norteamericanos y europeos han registrado e informado sobre las anomalías que contaminan el proceso contra Rousseff y la doble moral de quienes la acusan montados en un discurso sobreactuado de lucha contra la corrupción. A contramano de lo informado por medios progresistas y conservadores de varios países en Brasil la narrativa periodística omite los hechos con noticias en las que se insiste en la normalidad institucional, con el propósito de disimular el golpe.

Igual lo hace la clase política, montando simulacros republicanos como la Comisión Especial de Impeachment en la que nadie lleva en cuenta las evidencias sobre la inocencia de Rousseff en los delitos de Estado que se le imputan. Antes que una comisión para evaluar los argumentos de la defensa y la acusación, ese organismo parece decidido a consumar el rito sumario que inexorablemente desembocará a la licencia de Rousseff.

Después de su paso por el Palacio del Planalto, Pérez Esquivel se trasladó al Supremo Tribunal Federal y al Senado donde expresó ayer su “solidaridad” a los brasileños amenazados de un “golpe”.

Declaraciones que levantaron la ira del senador conservador Ronaldo Caiado, del Partido Demócratas, reencarnación de Arena, la agrupación que dio soporte civil a la dictadura.

En las primeras horas de la noche Pérez Esquivel habló nuevamente con este diario para expresar su “sorpresa por ver como se esconde aquí el golpe, mientras todo el mundo habla de este tema afuera de Brasil, acá se ofenden porque dicen que hay normalidad democrática. Si hay normalidad como dicen los opositores a Dilma ¿por qué no llaman a un plebiscito para ver cómo se soluciona la crisis? Siempre es mejor que el pueblo vote”.

José Eduardo Cardozo vai solicitar suspeição de Antonio Anastasia à comissão

José Eduardo Cardozo vai solicitar suspeição de Antonio Anastasia à comissão
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O ministro José Eduardo Cardozo, da Advocacia-Geral da União, afirmou que solicitará, na próxima semana, à comissão do impeachment no Senado, um pedido de suspeição do relator do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). Cardozo alega que é incoerente Anastasia relatar o processo, já que é do PSDB, partido ao qual um dos autores do pedido de impeachment, o jurista Miguel Reale Júnior, é filiado. Além disso, Cardozo alegou que Janaína Pascoal, que auxiliou na elaboração do pedido, também teve cargo no PSDB. "Independente de todas as qualidades que o senador Anastasia tem, um partido não pode tomar conta de um processo de impeachment dessa maneira. Incorreto do ponto de vista ético e regimental", disse Cardozo. O ministro explicou que a suspeição é baseada em normas do regimento. Anastasia, no entanto, voltou a afirmar que será isento na análise do processo: "Essa matéria, como se trata de tema regimental, cabe à própria Casa decidir, e houve decisão por larga maioria de que não há impedimento. Eu volto a dizer que vou fazer meu relatório com base em requisitos técnicos, com a celeridade, seriedade e responsabilidade que sempre caracterizam o meu trabalho
Ex-prefeito capota carro ao tentar fugir de assalto
Foto: Divulgação
Jadiel Almeida Mascarenhas, ex-prefeito da cidade de Itaberaba, localizada na região da Chapada Diamantina, foi internado em estado grave depois de sofrer um acidente de carro nesta sexta-feira (29). O veículo em que o ex-prefeito estava capotou em um trecho da BR-242, no município de Rafael Jambeiro, a cerca de 220 quilômetros de Salvador. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o ex-gestor, que é irmão do atual prefeito de Itaberaba, João Almeida Mascarenhas Filho, perdeu o controle do carro ao tentar escapar de uma tentativa de assalto. Segundo a PRF, o acidente aconteceu na altura do KM-148 da rodovia, nas proximidades de Itaberaba. A Polícia Civil vai investigar o caso. A PRF, no entanto, não soube informar se mais pessoas estavam no veículo no momento do acidente. Em nota, a prefeitura de Itaberaba disse  que se solidariza com a família do prefeito João Almeida Mascarenhas Filho, em virtude do acidente ocorrido com o irmão. De acordo com a prefeitura, o Hospital Geral de Itaberaba fez os primeiros atendimentos, a estabilização e a solicitação de regulação para a transferência do ex-prefeito para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Comunidades rurais da região são beneficiadas com tratores agrícolas


Os municípios de Brumado, Rio do Pires, Rio do Antônio e Iuiú foram beneficiados, no dia de hoje (29), com tratores agrícolas provenientes de emenda parlamentar dos deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual).

Os equipamentos foram entregues pelo governador Rui Costa nesta manhã, em ato ocorrido em Guanambi, e irão contribuir para o incremento da agricultura familiar desenvolvida pela Associação Comunitária do Povoado de Campo Seco (Brumado), pela Fundação Paulo VI (Rio do Pires), pela Associação de Pequenos Agricultores de Batalhão e Lagoa Grande (Iuiú) e pela Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Olho D'Água (Rio do Antônio).
As máquinas foram indicações dos vereadores José Carlos de Jonas de Brumado, Lourival e Carlinhos de Rio do Pires, Políbio Júnior de Rio do Antônio e do ex-vereador e ex-secretário Raimundo Mela.
MAIS OBRAS PARA A REGIÃO - Em sua passagem por Guanambi nesta sexta-feira (29), o governado Rui Costa inaugurou novas e importantes obras para o município e região.
Foram entregues para a população a Escola Municipal de Educação Infantil Edite Maria Lima Ramos, financiada com recursos do Programa Brasil Carinhoso, e a Escola Vereador Jackson Pereira Baleeiro.
Além disso, Guanambi e região ganharam um novo posto do SAC, um investimento de R$ 3,6 milhões, com capacidade para realizar aproximadamente 18.200 atendimentos por mês.

























Veja mais fotos em:

Mulher revida assédio em elevador e nocauteia homem; veja vídeo

Mulher revida assédio em elevador e nocauteia homem; veja vídeo
Foto: Reprodução / Youtube

Uma chinesa estava no elevador quando começou a ser assediada por um estranho. Mas Du Qiao resolveu não deixar as investidas passarem em branco e nocauteou o homem. No vídeo gravado pela câmera de segurança do elevador, Du aparece utilizando o celular quando o estranho coloca se aproxima e chega a colocar a mão em seu ombro. Com socos e chutes, a chinesa conseguiu nocautear o assediador, que foi parar no chão. As imagens caíram nas redes sociais e foram compartilhados milhares de vezes nas redes sociais. Du Quiao, que é namorada de um lutador profissional de muay thai, garantiu a um portal esportivo chinês que a situação não foi uma insinuação. “Estava apenas cuidando da minha vida, mas ele me forçou a reagir”, contou.

Veja o vídeo:
Embasa pede reajuste de 10,97% em taxas de água e esgoto

Foto: Divulgação
Embasa pede reajuste de 10,97% em taxas de água e esgoto

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) solicitou reajuste de 10,97% das tarifas de água e esgoto nos municípios onde atua. O pedido foi feito à Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), que divulgará a decisão no Diário Oficial do Estado. Caso seja aceito, o aumento será aplicado de forma linear nas tarifas cobradas atualmente. O aumento, que é anual, está previsto em lei e é baseado na variação da inflação e em parâmetros como a elevação de custos fixos. Se o pedido da Embasa for acatado pela Agersa, a tarifa residencial social, por exemplo, passará de R$ 10,30 para R$ 11,43.
Guajeru: Inaugurada agência do SineBahia no município

Por Indhira Almeida
Foto: Aloisio Costa
Foto: Aloisio Costa 

Os moradores de Guajeru já podem, a partir de agora, tirar carteira de identidade e carteira de trabalho sem precisar sair do município. Tudo isso de graça. Foi inaugurado ontem (28), na Praça Jesuíno Pereira de Souza,  o Serviço de Intermediação para o Trabalho, o SineBahia de Guajeru.

Os deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual) estiveram junto com o prefeito Gil Rocha, o vice-prefeito Fernando Brito, o coordenador dos postos de atendimento da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) Júlio César, autoridades e lideranças da região nesta importante conquista para os cidadãos.

A Setre garantiu mobiliário, informática, telefonia, água, luz, materiais de escritório e todo o sistema da Rede Sine. Já a Prefeitura assumiu a responsabilidade pelo imóvel, reforma do prédio e o fornecimento da equipe de profissionais.

Foto: Aloisio Costa
Foto: Aloisio Costa 

O SineBahia é projeto do Governo Federal, através do Ministério do Trabalho e Emprego, que, na Bahia, é desenvolvido pela Setre. O serviço de Intermediação é o principal canal de acesso da população às políticas públicas desenvolvidas para o fomento do trabalho na Bahia. Atualmente São 122 unidades de atendimento em todo Estado. As atividades da rede vão desde a habilitação ao seguro-desemprego até a intermediação para o mercado de trabalho.

Entrega de Tubos

Durante o evento, os deputados Waldenor e Zé Raimundo fizeram a entrega de 35 km de  tubos para implantação de redes de abastecimento de água, adquiridos por meio de emenda parlamentar.

Os tubos serão destinados a várias comunidades da zona rural de Guajeru, como Junco, Lagoa de Santa Rosa, Baixa Grande, Água Branca, entre outras.

O deputado Waldenor comemorou a liberação de mais uma emenda: “Esta entrega vai permitir a ampliação do abastecimento de água, amenizando o período de estiagem convivido por muitas comunidades do nosso semiárido”, finalizou.
H1N1: ‘Dia D’ da vacinação é cancelado em ao menos 19 cidades baianas

Foto: Reprodução

O “Dia D” da imunização contra gripe H1N1, que estava previsto para ser realizado no sábado (30), foi suspenso em Vitória da Conquista e em outras 18 cidades da Bahia, segundo o G1. A decisão foi tomada após os municípios alegarem possuir baixo estoque de doses da vacina, segundo as secretarias de saúde das respectivos cidades. Os postos de saúde não funcionarão no sábado nas cidades que cancelaram o “Dia D”. Durante a campanha de vacinação, que é nacional, podem ser imunizadas as pessoas que fazem parte do público alvo: idosos (a partir de 60 anos), crianças (de 6 meses a menores de 5 anos), gestantes, puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), trabalhadores de saúde, portadores de doenças crônicas e população privada de liberdade. Confira outras municípios: Madre de Deus; Camaçari; Simões Filho Candeias; Feira de Santana; Alagoinhas; Vitória da Conquista; Jequié; Guanambi; Brumado; Barreiras; Bom Jesus da Lapa; Luís Eduardo Magalhães; Juazeiro; Paulo Afonso; Itabuna.